doi:10.1344/rbd2017.39.17719

Leishmaniose visceral humana: reflexões éticas e jurídicas acerca do controle do reservatório canino no Brasil

Savio Tarso Pereira da Silva, Luana Duarte Ferreira Vieira Marques, Karla Cristine Coelho Lamounier, Josiane Márcia de Castro, Gulnara Patricia Borja-Cabrera

Resumen


O Brasil enfrenta atualmente dificuldades no combatea leishmaniose visceral humana.De acordo a Organização Mundial da Saúde, a eutanásia dos cães sintomáticos e soropositivos é uma das medidas de controle do agravo, conforme decreto vigente 51.838, de 14 de março de 1963, o que se torna importantediscutir o diálogo entre Saúde e Direito como estratégia para se evitar a expansão da doença, devido à resistência dos proprietários em entregar seus cães, com alto valor afetivo, a zoonoses. Conclui-se que para uma política pública efetiva vários elementos devem levados em consideração, sobretudo a interdisciplinaridade, enfatizando reflexões jurídicas e saúde, envolvendo questões que permeiam as relações humanas no contexto da ética e da legislação.


Palabras clave


direito; saúde; leishmaniose visceral humana; ética; bioética

Texto completo: PDF (Português)

Refbacks

  • No hay Refbacks actualmente.


© 2004-2016 Máster en Bioética y Derecho - Observatori de Bioètica i Dret - Cátedra UNESCO de Bioética - Universitat de Barcelona

RCUB revistesub@ub.edu Avís Legal RCUB Universitat de Barcelona