Complexificação e simplificação do trabalho em face do processo de reestruturação produtiva na indústria brasileira: formação ou educação para o trabalho?

Donaldo Bello de Souza

Resumen


A pesquisa buscou investigar determinados aspectos que vêm servindo à demarcação e caracterização do processo de reestruturação produtiva no Brasil, pautada na busca de possíveis diferenciações existentes em torno da adoção de inovações em plantas industriais mais expostas às exigências dos mercados internacionais e aquelas mais voltadas ao mercado local. Como conclusão mais geral é possível afirmar que em ambos os setores focalizados o processo de reestruturação produtiva se caracteriza mais pela adoção massiva de inovações organizacionais do que tecnológicas, notadas em maior grau e intensidade no setor que dirige seus produtos aos mercados internacionais. Enquanto as inovações tecnológicas estariam acarretando, sobremaneira, a simplificação do trabalho, as de natureza organizacional imprimiriam nele maior complexificação.

Palabras clave


taylorismo; fordismo; novas tecnologias

Texto completo:

HTML (Português)


DOI: https://doi.org/10.1344/sn2002.6.554

Copyright (c)

RCUB revistesub@ub.edu Avís Legal RCUB Universitat de Barcelona