Entre o público e o privado: agentes e estratégias de apropriação do espaço na orla fluvial de Belém-Pará (Brasil)

Saint-Clair Cordeiro Da Trindade Júnior

Resumen


Praticamente toda rodeada por águas, a cidade de Belém-Pará (Brasil) tem na sua faixa de orla fluvial um dos espaços que melhor expressam a interação da cidade com os rios. A caracterização dessa faixa é definida pelo processo histórico de formação da cidade, bem como pela forma de apropriação do espaço pelos agentes produtores do urbano que aí se fazem presentes. Nesse contexto, busca-se discutir a produção do espaço na faixa de orla fluvial da cidade, atentando para os seguintes objetivos: 1) identificar os agentes produtores do espaço na faixa de orla fluvial, suas respectivas importâncias e o papel que desempenham face aos processos sócio-espaciais que aí se fazem recorrentes; 2) analisar as formas de apropriação e de uso do solo urbano nessa fração do espaço da cidade e suas repercussões na organização sócio-espacial, tendo em vista a relação entre a dimensão pública e privada do espaço urbano.

Texto completo:

HTML (Português)


DOI: https://doi.org/10.1344/sn2005.9.925

Copyright (c)

RCUB revistesub@ub.edu Avís Legal RCUB Universitat de Barcelona