233. Mapeamento de potencialidades geoturísticas e vulnerabilidades ambientais no Parque Estadual da Pedra Branca, município do Rio de Janeiro, Brasil

Vivian Castilho da Costa, André Luiz da Silva Filho

Resumen


O geoturismo, segmento do turismo ambiental, reconhece a importância do patrimônio geológico afim de fomentar não somente o turismo, mas também contribuir com a conscientização da preservação ambiental. O geoturismo proporciona lazer, educação e estudos acadêmicos, além de suscitar atividades geradoras de renda que fortalecem a economia local. O presente artigo tem como propósito identificar potencialidades geoturísticas e fragilidades ambientais no Parque Estadual da Pedra Branca, localizado na cidade do Rio de Janeiro, Brasil. Por meio do software livre Vicon SAGA criado pelo Laboratório de Geoprocessamento (LAGEOP) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), a pesquisa visa o armazenamento, a aquisição e desenvolvimento de um banco de dados online para disponibilização de informações na web de geossítios potenciais à geoconservação e sobrepondo às vulnerabilidades na área protegida, possibilitando um correto planejamento do geoturismo local com o intuito de evitar riscos de danos ambientais aos geossítios.

Palabras clave


Geoturismo; potencialidades; geodiversidade

Texto completo:

PDF
RCUB revistesub@ub.edu Avís Legal RCUB Universitat de Barcelona