1265. As reformas neoliberais do setor elétrico brasileiro à luz do referencial teórico das escalas espaciais

Deborah Werner

Resumen


Desde os anos noventa, o setor elétrico brasileiro tem sido objeto de sucessivas alterações normativas e institucionais com a finalidade de adequá-lo ao mercado, com destaque para as mudanças no marco regulatório setorial e as privatizações, que levam à crescente desnacionalização setorial. Através de pesquisa bibliográfica e análise de documentos técnicos, discute-se a adequação do referencial teórico das escalas espaciais enquanto categoria explicativa pertinente para se compreender os determinantes do planejamento, regulação e expansão do setor elétrico brasileiro, com ênfase na instalação de grandes projetos hidrelétricos e à luz do capitalismo contemporâneo. Ao analisar a dinâmica do setor elétrico brasileiro sob o referencial das escalas espaciais, verifica-se que sua trajetória, desde o processo de industrialização (1930-1980) ao de neoliberalização (1990-2018), resulta de uma dinâmica que mobiliza e tensiona múltiplas escalas, revelando seus reescalonamentos conflituosos e dinâmicos, que irão expressar os interesses que permeiam as decisões e disputas neste setor.


Texto completo:

PDF (Português)

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Copyright (c) 2019 Biblio3W Revista Bibliográfica de Geografía y Ciencias Sociales

RCUB revistesub@ub.edu Avís Legal RCUB Universitat de Barcelona