Multilatinas na economia global. Caracterização histórica, setorial e espacial

Leandro Bruno Santos

Resumen


As sucessivas crises por que tem passado a economia mundial desde os anos 1970, aliada à crise hegemônica dos Estados Unidos, criaram as condições para o reordenamento mundial e a construção de um mundo multipolar, com o crescente aumento de importância de alguns países periféricos na economia mundial, particularmente no que se refere aos fluxos de capitais. Este artigo representa um esforço de trazer à luz a análise sobre a diminuição de importância dos países desenvolvidos nos fluxos mundiais de investimentos e correspondente aumento da relevância de alguns países periféricos. O objetivo subjacente ao texto é compreender o alargamento dos circuitos espaciais de produção das empresas multinacionais latino-americanas (Multilatinas) nas distintas escalas espaciais, por meio de uma análise das dimensões temporais, setoriais e espaciais dos investimentos realizados. Os procedimentos metodológicos adotados abrangeram levantamento, seleção e leitura bibliográficos, compilação de dados em instituições internacionais (UNCTAD e CEPAL), sistematização dos dados, análise dos dados à luz das reflexões teóricas.

Palabras clave


internacionalização do capital; fluxos de investimentos estrangeiros diretos; Multilatinas

Texto completo:

HTML (Português)


Copyright (c)

RCUB RCUB Declaració ètica Avís Legal Centre de Recursos per a l'Aprenentatge i la Investigació Universitat de Barcelona