Do Povo e para o povo, mas nâo por ele mesmo: o sistema penal como controle/limitação da democracia

Jackson da Silva Leal

Resumen


O presente trabalho analisa a problemática envolvendo as manifestações que ocorreram no Brasil ao longo de todo o ano de 2013, mas de forma mais intensa no mês de junho deste ano, e os confrontos com as agencias de controle social que se produziram. Nesta linha, analisa-se na perspectiva permitida a partir da criminologia critica e de uma sociologia politica de matriz marxista, e também retomando a concepção de criminoso elucidada por Alessandro Baratta (1999). O presente trabalho é construído eminentemente com base em referencial teórico e bibliográfico. Tem-se o objetivo de contribuir com uma compreensão adensada da realidade contemporânea e aportar a contribuição da criminologia crítica latino-americana para as funções que desempenha o controle social nestes períodos de turbulência popular e confronto com o projeto de poder burguês-classista.

 


Texto completo:

PDF (Português)

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


OSPDH - Universidad de Barcelona - Av. Diagonal , 684 Despacho 1, Aula 23, 08034 - Barcelona Telf.: +34 934039672 Fax.: +34 934021067

Si no se indica lo contrario, todos los contenidos de esta revista están bajo licencia Licencia Creative Commons

RCUB revistesub@ub.edu Avís Legal RCUB Universitat de Barcelona