558. Requalificação e gentrificação no centro historico do Porto

Sónia Alves

Resumen


Este artigo procura testar a hipótese de gentrificação residencial do centro histórico do Porto, no contexto das transformações observadas nas estruturas económica, social e de habitação da cidade ao longo das últimas décadas. A hipótese de substituição de famílias de baixo rendimento por uma população da classe média-alta é testada através de uma metodologia que combina técnicas de análise qualitativa (entrevistas a moradores/ ex-moradores e a atores institucionais locais) e de análise quantitativa (dados dos censos à população e habitação). Os resultados empíricos indicam que o afastamento da população de baixos rendimentos se deveu mais à degradação do que à requalificação habitacional. Indicam ainda que na atual fase de políticas neoliberais, que favorecem processos de especulação imobiliária e de gentrificação comercial, se aprofunda a ameaça de desertificação residencial do centro histórico do Porto.


Palabras clave


gentrificação, degradação, requalificação, habitação, Porto, Portugal

Texto completo: PDF
RCUB revistesub@ub.edu Avís Legal RCUB Universitat de Barcelona