A questão da moradia para além da re-produção social

Fernanda Keiko Ikuta, Antonio Thomaz Júnior

Resumen


A questão da moradia, enquanto âmbito da esfera da re-produção, deve ser entendida de maneira imbricada com a esfera da produção. A divisão social e técnica do trabalho que dicotomiza o viver e o trabalhar exige esta imbricação teórico-metodológica que enfrentamos através do estudo das Associações de Moradores e dos Sindicatos dos Trabalhadores de Presidente Prudente. A práxis fragmentada que apreendemos destas entidades é entendida como resultante da sociabilidade do capital que afeta e divide a vida dentro e fora do trabalho. A necessidade dos trabalhadores de reapropriarem-se da totalidade das condições sociais de existência requer que unifiquem organicamente a luta para além de quatro paredes com a luta para além do chão da fábrica e, sobretudo, requer orientar estas lutas para além do capital.

Palabras clave


questão da moradia, fragmentação da práxis social; esfera da produção; esfera da re-produção

Texto completo:

HTML (Português)


Copyright (c)

RCUB revistesub@ub.edu Avís Legal RCUB Universitat de Barcelona