A racionalidade da urbanização turística em áreas deprimidas: o espaço produzido para o visitante

Maria Aparecida Pontes da Fonseca, Ademir Araújo da Costa

Resumen


O crescimento da atividade tourist provocou o refunctionalization de muitas áreas e implanted índice-formulários novos aos destinos tourist. A compreensão do rationality revelado nestes espaços novos, cuja a produção é induzida pela atividade tourist, constitui um desafio para os scholars preocupados em compreender o redefinition da dinâmica sociospatial emergent no contexto da acumulação flexível. Qual o rationality revelado no espaço urbano produziu para jogar a função tourist em áreas periféricas? Esse questionar faz exame de nos a uma hipótese inicial em que nós consideramos aquele em muitas áreas comprimidas, a necessidade de mais rápido e a inserção eficaz no mercado global com a atividade tourist fêz exame dos agentes produzindo dos espaços tourist para privilegiar o visitante, turista, no detriment do residente. Assim, ao analisar um caso particular tal como o espaço natal tourist, o alvo deste artigo é mostrar como o rationality que permeate a distribuição do objeto e as ações do cano principal produzindo agentes deste espaço implant uma lógica nova ao espaço produzido para extremidades tourist. Os procedimentos methodological efetuados são: pesquisa bibliographical sobre a produção do espaço tourist no objeto da área do exame, dos dados que coletam em agências públicas e da análise empírica.

Palabras clave


Urbanizacion; tourism; produzindo os agentes do espaço; Natal/RN; áreas de peripherical

Texto completo:

HTML (Português)


Copyright (c)

RCUB revistesub@ub.edu Avís Legal RCUB Universitat de Barcelona