As relações do turismo com a prostituição feminina de rua em Recife, Pernambuco - Brasil: permanências e transformações na dinâmica socioespacial

Luciana Rachel Coutinho Parente

Resumen


Torna-se cada vez mais frequente na dinâmica das cidades o incentivo ao turismo, já que representa uma possibilidade para a geração de altos ganhos econômicos, em função de mobilizar vários segmentos da economia. Independentemente da modalidade, do tipo de turismo, ocorre um favorecimento a comercialização de produtos e prestação de serviços diversos, onde inclui-se as atividades de prestação de serviços sexuais. O turista se apresenta, no imaginário dos/das profissionais do sexo, enquanto o cliente “ideal” em razão de transmitir uma imagem de que está disponível a realizar gastos no momento que demanda um lugar que não é o de seu cotidiano e por geralmente pagar preços melhores. Neste cenário a cidade do Recife, o bairro de Boa Viagem e em especial a Avenida Conselheiro Aguiar, recortes espaciais com fortes investimentos nos equipamentos e infraestrutura turística, atraiu ao longo do tempo não só hoteis, agências de turismo, restaurantes entre outros, como também favoreceu a instalação da prostituição feminina de rua.

Palabras clave


turismo; apropriação espacial; serviços sexuais; conflitos; dinâmica socioespacial

Texto completo:

PDF (Português)


Copyright (c)

RCUB RCUB Declaració ètica Avís Legal Centre de Recursos per a l'Aprenentatge i la Investigació Universitat de Barcelona