A insegurança e as novas práticas espaciais em cidades brasileiras

Eda Maria Goes, Maria Encarnação Beltrão Sposito

Resumen


O lançamento de novos produtos imobiliários, os espaços residenciais fechados, ocorre de forma crescente nas cidades brasileiras e apoia-se no pressuposto de que há um aumento generalizado da violência, que abordamos como insegurança urbana, cujo enfrentamento envolve práticas individualistas privatizantes e adeptas de mecanismos de controle exacerbados. pesquisamos a implantação e apropriação desses espaços residenciais em cidades médias do Estado de São Paulo (Brasil). Identificamos representações sociais dos outros, responsabilizados pela insegurança crescente, que analisamos a partir da perspectiva do cotidiano. Partimos da hipótese de que novas formas de produção do espaço urbano com tendência à fragmentação socioespacial, geram novas práticas espaciais.

Palabras clave


insegurança urbana; práticas espaciais; controle social; fragmentação socioespacial; cidades médias

Texto completo:

PDF (Português)


Copyright (c)

RCUB RCUB Declaració ètica Avís Legal Centre de Recursos per a l'Aprenentatge i la Investigació Universitat de Barcelona