Helicópteros em São Paulo. O controle do espaço aéreo e a insubordinação dos helipontos

Sandra Lencioni

Resumen


Em São Paulo, do topo dos edifícios corporativos decolam e aterrisam helicópteros que sobrevoam uma cidade congestionada, na qual nos horários de pico predomina a lentidão. Essa metrópole possui a maior frota de helicópteros do mundo e é pioneira no controle de tráfego aéreo voltado exclusivamente para helicópteros. Há um controle rígido do espaço aéreo, que com suas normas, se constitui num espaço urbano, num espaço produzido socialmente que se distancia da ideia de céu e atmosfera, pois ele é, também, um espaço social. Diferente do espaço aéreo da cidade que é rigorosamente controlado, os locais de pouso e decolagem, denominados de helipontos, são insubordinados, não seguindo às regras urbanísticas. Isso porque estão submetidos a interesses privados do setor imobiliário que constrói os edifícios com helipontos no sentido de valorizá-los, fazendo vistas grossas às normas da cidade e pressionando para a flexibilização das leis.

Palabras clave


Helicóptero; São Paulo; espaço aéreo

Texto completo:

PDF (Português)


Copyright (c)

RCUB RCUB Declaració ètica Avís Legal Centre de Recursos per a l'Aprenentatge i la Investigació Universitat de Barcelona