639. O impacto da informalidade na (re) estruturação das metrópoles periféricas contemporâneas: o caso de Luanda, Angola

José Castro, Paulo Romano

Resumen


 

 A conformação do espaço metropolitano dos países periféricos é a materialização da organização socioeconômica, política e cultural, onde combinam-se forças formais e informais. Este trabalho analisa o impacto da informalidade na (re) estruturação urbana das metrópoles contemporâneas do Sul Global, tendo Luanda, Angola, como caso de estudo. Constatou-se por meio do estudo dos transportes informais que: existe um espaço intermediário, no qual ocorre um encontro entre o objeto e o sujeito que se desenvolve em todos os outros componentes políticos, econômicos, sociais, culturais e espaciais, conformando assim, um espaço híbrido, aqui apresentado como novo paradigma teórico/metodológico para o planejamento e desenvolvimento socioespacial das metrópoles periféricas, face ao discurso e anseio pelo desenvolvimento, modernidade e inserção global.


Palabras clave


Luanda; informalidade; estruturação urbana; espaço híbrido; transportes informais

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.1344/sn2020.24.22658

Copyright (c) 2020 Scripta Nova. Revista Electrónica de Geografía y Ciencias Sociales

Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento 4.0 Internacional.
RCUB RCUB Declaració ètica Avís Legal Centre de Recursos per a l'Aprenentatge i la Investigació Universitat de Barcelona