Dimensão antropogeográfica dos movimentos migratórios

Marcos Bernardino de Carvalho

Resumen


As abordagens dos estudos de população e de migrações, especialmente aquelas feitas em nome da Geografia da População, têm se caracterizado pelo reducionismo demográfico, estatístico e econômico. Mas, de alguns pensadores não-geógrafos do presente e da formulação antropogeográfica, proposta por F. Ratzel, ainda no século XIX, é possível extrair algumas idéias bastante inspiradoras para novas abordagens que queiram considerar outras dimensões, que não apenas as econômicas, dos deslocamentos humanos. Este artigo pretende indicar, entre essas idéias, aquelas mais apropriadas para fortalecer o espírito de tolerância, o respeito à diversidade e aos direitos humanos, incluindo as liberdades de pensamento e de movimento, com as quais deveríamos nos guiar para enfocar os deslocamentos migratórios.

Palabras clave


mestiçagem; migrações; antropogeografia; diversidade; cosmopolitismo

Texto completo:

HTML (Português)


Copyright (c)

RCUB RCUB Declaració ètica Avís Legal Centre de Recursos per a l'Aprenentatge i la Investigació Universitat de Barcelona