A imigração européia no século passado: o Programa de Colonização no Rio Grande do Sul

Vânia Beatriz M. Herédia

Resumen


Este estudo pretende apresentar os elementos que fizeram parte do processo de colonização no sul do país, decorrente da política imigratória vigente no período imperial e republicano. Através dessa política, o governo imperial pretendia povoar as terras devolutas do Nordeste do Rio Grande do Sul com a instalação do trabalho livre, o regime da pequena propriedade, a agricultura subsidiária, a mão de obra branca, assegurando a hegemonia nas regiões de fronteiras. Essa iniciativa favorecia o desenvolvimento econômico à medida que se alterava o regime de trabalho, fortalecido pela instalação das colônias agrícolas, regida pela Lei de Terras de 1850. A ocupação da terra pelos emigrantes europeus e as políticas imigratórias que sustentaram o processo de colonização fez com que a instalação dos estabelecimentos agrícolas fosse êxitosa. A estruturação das colônias agrícolas no sul do Brasil refletem a forma de organização da terra.

Palabras clave


imigração européia; colônias agrícolas; italianos; Rio Grande do Sul

Texto completo:

HTML (Português)


Copyright (c)

RCUB RCUB Declaració ètica Avís Legal Centre de Recursos per a l'Aprenentatge i la Investigació Universitat de Barcelona