Migração e trabalho na região metropolitana de são paulo-brasil: uma abordagem mais justa!

José Marcos Pinto da Cunha, Cláudio Salvadori Dedecca

Resumen


A Região Metropolitana de São Paulo, no Brasil, sofreu uma série de transformações nas últimas décadas, como a forte interrupção de seu crescimento populacional. Neste estudo pretende-se mostrar que a redução dos fluxos de migração, na dinâmica demográfica regional tem como paralelo a precarização e a instabilidade das condições de trabalho da população e em particular do migrante, que cada vez menos consegue se inserir nos setores mais ativos da economia. As evidências empíricas da Pesquisa Nacional de Amostra por Domicílios (PNAD) de 1992, 95 e 98 constituem um quadro amplo e atualizado das tendências migratórias da região, além de contribuírem para um debate extremamente importante, que deverá ajudar a desmitificar o impacto e as conseqüências da migração para a região, que segundo o senso comum são considerados negativos, particularmente em relação ao mercado de trabalho.

Palabras clave


migração interna; migração de mão-de-obra; crescimento metropolitano; São Paulo (Brasil)

Texto completo:

HTML (Português)


Copyright (c)

RCUB RCUB Declaració ètica Avís Legal Centre de Recursos per a l'Aprenentatge i la Investigació Universitat de Barcelona