Migração e mudança social: a influência do migrante do Sertão Nordestino no Norte do Brasil

Luiz Cruz Lima, Ana Lia Farias Vale

Resumen


Este artigo apresenta o papel da migração como deslocamento da força-de-trabalho da região do semi-árido para abrir fronteiras na região equatorial, tendo que se adaptar a ambiente, físico e cultural, totalmente diferente. O circuito da migração se faz em trajetórias variadas, o que leva o migrante a múltiplas adversidades, na troca de sua vida de agricultor a explorador de minas, a trabalhador urbano ou a ‘cassaco" na construção de estrada. Destaca o papel do migrante cearense, com sua capacidade de refazer seu lugar, tanto cultural como economicamente, em terras distantes. Daí verifica-se o efeito que a migração exerce sobre o crescimento do capital e da força do trabalho no Estado de Roraima, na região da Amazônia Brasileira.

Palabras clave


migração; mobilidade espacial do trabalho; crescimento econômico; mudança social e cultural

Texto completo:

HTML (Português)


Copyright (c)

RCUB RCUB Declaració ètica Avís Legal Centre de Recursos per a l'Aprenentatge i la Investigació Universitat de Barcelona