Comércio na área central do Recife (PE-Brasil):novos e antigos conceitos acerca da história da cidade

Heleniza Ávila Campos

Resumen


As práticas sócio-espaciais do comércio na área central da cidade do Recife (cidade portuária do Nordeste brasileiro) apresentam características que revelam registros de distintos processos de desenvolvimento da cidade, a partir do século XVII. O comércio associado às atividades portuárias, atraiu ao longo do tempo, uma complexa rede de negócios– formais e informais –, articuladora entre produção de engenho típicas do interior nordestino (cana de açúcar e algodão) e interesses externos. Atualmente, novos empreendimentos públicos e privados nesta área estimulam projetos com ênfase em outros grupos de estrangeiros - vinculados ao turismo e a programas de revitalização -, mas ainda encontram-se práticas tradicionais, revelando uma rica e diversificada paisagem de permanências e mudanças sócio-espaciais.

Palabras clave


áreas centrais; práticas comerciais; nordeste brasileiro; programas de revitalização

Texto completo:

HTML (Português)


Copyright (c)

RCUB RCUB Declaració ètica Avís Legal Centre de Recursos per a l'Aprenentatge i la Investigació Universitat de Barcelona