Trabalho e ambiente: novos profissionais ou nova demanda?

Wagner Costa Ribeiro

Resumen


Ao longo da história do Ocidente pode-se definir várias etapas em que o ambientalismo emergiu como teoria e adquiriu um sentido prático. Do movimento pelos parques naturais nos Estados Unidos, no final do século XIX, passando pela luta contra a poluição e as armas nucleares na década de 1960, até meados da década de 1980, quando a visão de um desenvolvimento econômico que gere menos impactos ambientais foi vulgarizada, assistiu-se uma institucionalização da temática ambiental. Nas últimas décadas, diversos organismos nacionais e internacionais passaram a exigir profissionais habilitados a trabalhar com questões envolvidas com o ambiente. Além disso, surgiram leis ambientais que ampararam sanções e obrigações a empresários e demais atores sociais. Por fim, a sociedade civil passou a pressionar por melhores condições de vida e de produção, empregando técnicos especialistas no ambiente. Nesse trabalho (1), busca-se apreender estas questões, apresentando a diversidade de perspectivas de trabalho engendradas por meio do ambientalismo à luz da periodização proposta.

Palabras clave


trabalho; ambiente; ambientalismo; natureza

Texto completo:

HTML (Português)


Copyright (c)

RCUB RCUB Declaració ètica Avís Legal Centre de Recursos per a l'Aprenentatge i la Investigació Universitat de Barcelona