O êxodo dos trabalhadores rurais para cidades à luz de Lefebvre

Ana Maria Matos Araújo

Resumen


O ensaio reexamina o êxodo dos pequenos produtores e trabalhadores rurais para cidades, notadamente em direção à Capital do Ceará, Fortaleza, por quase um século, de 1872 a 1970, considerando as adversidades físicas, pois estão situadas em região semi-árida, no Nordeste do Brasil. Encontra em Lefebvre novos elementos para confrontar a opinião consolidada sobre os flagelados da seca e de seus motivos para uma peregrinação no território cearense. Discute o Estado como interventor na aquisição de financiamento externo para oferecer técnicas, instituições produtoras de bens sociais e investidoras de infra-estrutura de sustentação e incentivo à acumulação capitalista localizada no centro hegemônico nacional, em São Paulo, na região Sudeste.

Palabras clave


êxodo rural; urbanização; mercado de trabalho

Texto completo:

HTML (Português)


Copyright (c)

RCUB RCUB Declaració ètica Avís Legal Centre de Recursos per a l'Aprenentatge i la Investigació Universitat de Barcelona