Opulência e miséria nos bairros de Fortaleza (Ceará/Brasil)

Ana Maria Matos Araújo, Adelita Neto Carleial

Resumen


Esta investigação foi fundamentada em Lefebvre, em informações históricas e em dados censitários disponibilizados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), para o ano de 2000. Seus resultados permitiram questionar o pensamento técnico-científico predominante que explicava a ocupação e uso do solo urbano em Fortaleza, capital do estado do Ceará, no nordeste do Brasil, dividindo esta metrópole em duas cidades, onde, de um lado, concentram-se os pobres e, do outro, os ricos. Descobriu-se uma metrópole em que seus bairros comportam internamente desigualdades sociais, contrastes e tensões, onde ricos e pobres moram na mesma unidade censitária, em toda a extensão urbana, desfazendo essa Fortaleza partida.

Palabras clave


habitar; desigualdades sociais; bairro

Texto completo:

HTML (Português)


Copyright (c)

RCUB RCUB Declaració ètica Avís Legal Centre de Recursos per a l'Aprenentatge i la Investigació Universitat de Barcelona