Novas tecnologias na gestão pública das pequenas cidades do Rio Grande Do Norte

Rita de Cássia da Conceição Gomes, Anieres Barbosa da Silva, Valdenildo Pedro da Silva

Resumen


Este texto é parte da nossa pesquisa em andamento sobre planejamento, gestão do território e desenvolvimento socioespacial das pequenas cidades do estado do Rio Grande do Norte, em que procuramos compreender o processo de reprodução socioespacial de pequenas cidades em suas múltiplas dimensões. Uma delas, que ora destacamos, é a capacidade tecnodemocrática dessas localidades e que objetivamos aqui esboçar, por meio da construção do perfil social e técnico dessas cidades, sendo considerada a restrita difusão de inovações tecnológicas existentes nas mesmas. Esse Estado dispõe atualmente de 167 centros urbanos, sendo 155 deles classificados como pequenas cidades, dado o fato de possuírem uma população inferior a 20 mil habitantes. Essas cidades apresentam pouca oferta de serviços e equipamentos sociais de consumo coletivo para a população local, neste período técnico-científico-informacional. Em muitas delas além da inexistência de cinemas, teatros e museus, também pode ser constatada a ausência das chamadas tecnologias convergentes, resultantes da associação entre telefonia, informática e televisão, que ora vivenciamos que se dá de maneira extensa e contínua, em algumas áreas territoriais, enquanto em outras apenas se manifestam como manchas ou pontos. Entendemos ser oportuna a nossa empreitada, uma, vez que por intermédio da mesma teremos condições de conhecer melhor as desigualdades socioespaciais produzidas pelo próprio desenvolvimento tecnológico e informacional.

Palabras clave


Novas tecnológicas; centros urbanos; Rio Grande Do Norte

Texto completo:

HTML (Português)


Copyright (c)

RCUB RCUB Declaració ètica Avís Legal Centre de Recursos per a l'Aprenentatge i la Investigació Universitat de Barcelona