241. A representação do Genocídio Armênio no New York Times (1915)

Autores/as

  • Daniela Emilena Santiago Dias de Oliveira Universidade Paulista, (UNIP) campus Assis, São Paulo
  • Gabriel Santiago de Cristo Universidade Estadual de Santa Cruz, campus Ilhéus, Bahia

DOI:

https://doi.org/10.1344/ara2020.241.31200

Palabras clave:

Genocídio, Armênio, New York Times

Resumen

O jornal New York Times é na atualidade um dos principais dispositivos de difusão de informação no mundo. Apesar de originalmente americano, é referência na circulação de ideias em vários países. Com tal, mostra-se um jornal extremamente combativo e polêmico, sendo essa sua principal característica desde a sua fundação. Nosso estudo sobre a produção deste jornal no ano de 1915 analisa todos os textos que abordaram o genocídio armênio, em curso naquele período. Constatamos que o New York Times assumiu, no ano de 1915, uma postura de denunciar ao mundo as crueldades pelas quais passaram o povo armênio além de destacar a necessidade de intervenção de outros Estados frente a situação que se deflagrava na Turquia. A análise deste jornal nos permitiu conhecer ainda os meios usados pelos turcos para submeter os armênios, ressaltando assim a crueldade dessas práticas.

Descargas

Publicado

2021-02-10

Número

Sección

Artículos