Dos efeitos da metáfora no domínio das paixões: (re)visão de Aristóteles no seiscentos

Silva Lima Lima da Silva

Resumen


O presente texto centra-se no exame das elementares metáforas presentes no “Sermão da Sexagésima”, pregado em 1655, pelo padre Antônio Vieira. Trata-se de uma análise da operação metafórica referente a elementos importantes presentes, que auxiliam para a melhor compreensão do sermão enquanto parte do tabuleiro retórico-teológico ao qual pertencia Vieira. Desta forma, será realçada a conceitualização aristotélica que as letras seiscentistas da Península Ibérica assumem em suas práticas de representação, bem como o destaque dos traços de analogia e similitude que são paradigmáticos na combinatória dos signos. Igualmente importante é a relação das metáforas configuradas no sermão para ampliar a eficácia do discurso sobre o páthos do auditório.

Palabras clave


Antônio Vieira; Oratória; Metáfora; "Sermão da Sexagésima"; Páthos

Texto completo: HTML

Refbacks

  • No hay Refbacks actualmente.
RCUB revistesub@ub.edu Avís Legal RCUB Universitat de Barcelona