Cultura e ética na formação familiar: a poligamia e a sua repressão no ocidente

Ricardo Oliveira Rotondano

Resumen


A cultura cristã encontra-se edificada como modelo cultural predominante no ocidente. Tal assertiva produz efeitos nos mais variados campos sociais ―como, por exemplo, na família. A família ocidental segue eminentemente o modelo monogâmico de vida, como típica entidade cristã. Entretanto, parcela significativa dos países ocidentais acaba cerceando as demais formas de entidade familiar, como ocorre em relação ao modelo poligâmico. Deve-se combater qualquer modalidade de supressão de culturas minoritárias, em respeito ao princípio da liberdade e aos preceitos de convivência plural dos Estados democráticos.


Palabras clave


cultura; democracia; ética; família; poligamia

Texto completo:

PDF (Português)


DOI: http://dx.doi.org/10.1344/rbd2016.38.17047

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


© 2004-2017 Máster en Bioética y Derecho - Observatori de Bioètica i Dret - Cátedra UNESCO de Bioética - Universitat de Barcelona

RCUB revistesub@ub.edu Avís Legal RCUB Universitat de Barcelona