Os Titãs do Capitalismo na Modernização do Território Brasileiro: Intervenções Urbanas e Concessões Públicas durante a Primeira República (1889-1930)

Julio Cesar Ferreira Santos

Resumen


No Brasil, a recém-criada República expressava interesses da elite cada vez mais comprometida com os capitais externos. O Rio de Janeiro viu acumularem-se vastos recursos no comércio e nas finanças, derivando para as aplicações industriais. A cidade aparece como articuladora do território brasileiro e mediação entre este e o mercado internacional.
Na capital da República, o planejamento conservador varreria a velha cidade e inauguraria imagens copiadas da Europa e instaladas nos trópicos com finalidade civilizatória. Tal infraestrutura se materializou com financiamentos e empréstimos de empresários europeus e norte-americanos, agraciados com concessões de serviços públicos.
Os projetos contavam com grande apoio dos prefeitos (sócios ou representantes das empresas envolvidas nas reformas). Este trabalho objetiva abordar as relações entre os prefeitos do Rio de Janeiro durante a Primeira República e o capital internacional, focalizando as estratégias para a produção de novos espaços no movimento da modernização do Brasil e sua imagem internacional.

Palabras clave


território brasileiro; construção da República; modernização; capital internacional; concessões públicas urbanas

Texto completo:

HTML (Português)


Copyright (c)

RCUB RCUB Declaració ètica Avís Legal Centre de Recursos per a l'Aprenentatge i la Investigació Universitat de Barcelona