A Via Campesina Brasil e a avaliação da primeira década de impactos da reforma agrária do Banco Mundial

Eraldo da Silva Ramos Filho

Resumen


Com forte influência das políticas de terras do Banco Mundial foram criados, ao longo do último decênio, diferentes programas de crédito fundiário, inaugurando a uma nova modalidade de recriação do campesinato protagonizada pelo mercado. Apoiados pelas organizações dos grandes proprietários de terras, encarada como conquista pelo movimento sindical rural e combatida pelas organizações integrantes da Via Campesina estes programas têm mobilizado diferentes leituras sobre os impactos decorrentes de sua implantação. Portanto, este texto tem como objetivos: apresentar a intencionalidade das políticas de terras do Banco Mundial nos países subdesenvolvidos; discutir a construção de territórios imateriais em torno desta política; analisar o processo de criação de um think tank popular no contexto da Via Campesina Brasil e os impactos advindos das políticas de crédito fundiário (resumo).

Texto completo:

HTML (Português)


Copyright (c)

RCUB RCUB Declaració ètica Avís Legal Centre de Recursos per a l'Aprenentatge i la Investigació Universitat de Barcelona