Metropolização do espaço, tensões e resistências: entre espaços de controle e controle do espaço

Alvaro Ferreira

Resumen


A metropolização do espaço contribui para profundas transformações das formas, estrutura e dinâmicas urbanas. Associamos metropolização a outros dois fenômenos: globalização e reestruturação produtiva. Consideramos o papel das inovações nas tecnologias de informação e comunicação, que alteram a capacidade produtiva, as estratégias locacionais e o cotidiano. Atualmente o cuidado com a segurança provoca menos preocupação com a integridade da cidade como um todo – como propriedade coletiva – e mais com o isolamento e a fortificação do próprio lar dentro da cidade. Os muros que circundavam cidades transformam-se em bairros vigiados, espaços públicos com proteção cerrada e admissão controlada, e guardas nos condomínios. A cidade que se abria, volta a se fechar; mas não no sentido coletivo, a cidade se fecha também dentro da própria residência. Nosso objetivo é analisar as diversas formas e mecanismos de controle do espaço e a criação de espaços de controle, pois acreditamos que o espaço é um produto social e por ser produzido a partir de intencionalidades, interfere no cotidiano da sociedade.

Palabras clave


Metropolização do espaço; espaços de controle; controle do espaço; espetacularização; mobilização

Texto completo:

PDF (Português)


Copyright (c)

RCUB RCUB Declaració ètica Avís Legal Centre de Recursos per a l'Aprenentatge i la Investigació Universitat de Barcelona