O caso dos migrantes da cidade de Criciúma para os Estados Unidos

Gislene Aparecida dos Santos

Resumen


Ao final da década de 1990 constata-se um fato inédito na cidade de Criciúma, localizada ao sul do estado de Santa Catarina: aproximadamente 26.000 criciumenses estariam residindo nos Estados Unidos, concentrados espacialmente em Boston. A trajetória dessa migração não foge às regras das atuais migrações internacionais: forte presença das redes sociais - legais e ilegais - e oferta de serviços desqualificados para o migrante criciumense. É também na década de 90 que a região de Criciúma se torna sede das maiores empresas nacionais produtoras de revestimento cerâmico, com significativa incorporação de tecnologia e redução de funcionários. Nossa reflexão aponta para a necessidade de compreender a lógica desse processo migratório, procurando um nexo explicativo entre um lugar que se destaca na economia nacional e fornecedor, ao mesmo tempo, de mão-de-obra barata para o mercado de trabalho norte americano.

Palabras clave


migração; mobilidade do trabalho; rede; Criciúma (Brasil)

Texto completo:

HTML (Português)


Copyright (c)

RCUB RCUB Declaració ètica Avís Legal Centre de Recursos per a l'Aprenentatge i la Investigació Universitat de Barcelona